quarta-feira, 26 de setembro de 2007

domingo, 23 de setembro de 2007

frase de peter brook

“A única coisa que pode ajudar-nos é o sentido do presente. Sentir que o momento presente está cercado de modo especialmente intenso e que as condições são favoráveis ao sphota, essse ‘ relâmpago’ que surge no momento do som certo, do gesto certo, do olhar certo, da troca certa.” (p. 63)
retirada do livro O diabo e o aborrecimento.

sábado, 22 de setembro de 2007

quando vc descobre isso, vc pensa em quê?


Espreitando a morte
Em 1994, o fotógrafo Sudanês Kevin Carter ganhou o prêmio Pulitzerde foto jornalismo com uma fotografia tomada na região de Ayod (uma pequena aldeia em Suam), que percorreu o mundo inteiro. A figura esquelética de uma pequena menina, totalmentedesnutrida, recostando-se sobre a terra, esgotada pela fome, e a ponto de morrer, enquanto num segundo plano, a figura negra expectante de um abutre se encontra espreitando e esperando o momento preciso da morte da garota. Quatro meses depois, abrumado pela culpa e conduzido por uma forte dependência às drogas, Kevin Carter suicidou-se.

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

da minha janela eu vejo...





pode ser que não seja completamente verdade...

mas acho que muitos podem se identificar... eu por exemplo nem terminei a faculdade e acabei de chegar do mercado com frutinhas, cereal, leite café.... artigos de café da manhã... e nenhum álcool!

QUANDO A FACULDADE TERMINA, OS SINAIS DE QUE VOCÊ NÃO ESTÁ MAIS NA FACULDADE ACONTECEMQUANDO:
1. Fazer oxes em cama de solteiro é um absurdo;
2. Há mais comida do que cerveja na sua geladeira;
3. 6:00h da manhã é quando você acorda, e não quando vai dormir;
4. Você escuta a sua música preferida num elevador;
5. Você carrega um guarda-chuva e dá a maior importância para a previsão do tempo;
6. Seus amigos se casam e se divorciam ao invés de ficarem e terminarem;
7. Suas férias caem de 130 para 15 dias por ano;
8. Calça jeans e camiseta não são mais consideradas vestimenta;
9. É você que chama a polícia porque a mulecada do vizinho não sabe como abaixar o som;
10. Você não sabe mais que horas os auto-lanches fecham;
11. Dormir no sofá te dá uma puta dor nas costas;
12. Você não tira mais aquele cochilo do meio-dia as 6 da tarde durante a semana;
13. Você vai a farmácia comprar um remédio para a dor de cabeça e anti-ácidos ao invés de camisinhas e testes de gravidez;
14. Você come as comidas do café da manhã na hora do café da manhã;
15. Em mais de 90% do tempo em que você passa em frente a um computador você está trabalhando de verdade;
16. Você não bebe mais sozinho em casa antes de sair para economizar o dinheiro antes da noitada;

domingo, 16 de setembro de 2007

terça-feira, 11 de setembro de 2007

ó minas gerais....

Quem te conhece não esquece jamais!
passei o feriado de 07 de setembro em minas gerais (patos de minas)... aliás, passamos. O núcleo vazantes (cujo endereço BLOG está na coluna de links a direita) foi pro festival de patos com o "imóvel"... eque final de semana! primeiro, viajar pra fazer teatro é bom demais!!!! segundo, fomos num ônibus cheio de gente bacaaaaana (valeu pessoal da unicamp!) e ainda comi muito pão de queijo (amigos do exterior, holanda, alemanha e itália.... morraaaaam de inveja!!!!!). Temperatura agradável, vento fresco no meio da tarde e surpresas inesperadas que nos fazem relembrar sensações de quando tínhamos 17 anos... Mas no fundo, sim, as melhores surpresas são as pessoas que encontramos... conheci pessoas gentilíssimas da cidade, que foram afetivamente hospitaleiros, artistas divertidíssimos (derreeeeteee!!!!!!), olhos brilhantes em todas direções e até companheiros de violão na longa viagem de retorno no ônibus (viva los hermanos!).Mas o feliz é ainda, o encontro com nós mesmos... pra mim as vigens (mesmo as simples como essa) me fazem tirar a poeira de sentimentos ou características que sãominhas, mas que se escondem quando o stress aperta. é lindo perceber um antigo brilho nos olhos, um prazer imenso de estar em cena, o frescor de ouvir música e perder horas conversando pela madrugada num bar, até que todos (ou quase todos) tenham ido já embora...neste feriado eu me apaixonei novamente pelas pessoas e xperimentei a felicidade de comer pão de queijo todo dia! VIVA MINAS!!!!!!!!rsrsrsrsrsrs

Obs: não nos responsabilizamos pelo tom de auto-ajuda que esta postagem possui - assumimos que todos temos um lado brega romântico paisagístico e repudiamos qualquer tipo de censura quanto às palavras melosas do texto acima.

jantar de aniversário...





quinta-feira, 6 de setembro de 2007

fazer poesia

numa rua, a cinco passos da estrada
a sombra, a parede e o grito
e o olhar sobre a cidade que engole a dignidade

prostrados diante do cotidiano,
operários marcham friamente rumo ao muro
e cavando, enfiam suas unhas no concreto
e subindo percebem que o muro nunca termina

tão maior é a muralha que se contrói entre
entre sair e chegar
partir e voltar
amargar ou ceder

o concreto sedimenta 'il cuore'
torna rocha a esperança de carinho
inunda barrancos de desilusão
e amanhace mais um dia cinza....

na grande cidade